O Circuito Paulista de Viola vai começar!

Realizado pela 3S Projetos, o Circuito Paulista de Viola irá cativar o público ao apresentar um jeito novo de se fazer música tradicional. Diversas cidades do interior paulista vão receber o melhor da música caipira de raiz em apresentações inesquecíveis com o violeiro Levi Ramiro e convidados. O Circuito faz sua primeira apresentação neste domingo, dia 26, em Paulínia.

No total, o circuito vai passar por 12 cidades em 16 apresentações no interior do estado de São Paulo, atingindo um público aproximado de 400 pessoas por etapa, o que totaliza mais de 6 mil espectadores. Todas as apresentações serão gratuitas e em locais de fácil acesso como teatros, auditórios e anfiteatros.

O Circuito Paulista de Viola conta com o mestre violeiro Levi Ramiro como anfitrião, e vai receber outros músicos de diversas cidades do estado em participações especiais durante as apresentações. Os músicos convidados são Edu Guimarães, Marcelinho Faleiros, Marcão, João Arruda, Cícero Gonçalves e a dupla Rodrigo Nali e Rafael.

No repertório, Levi Ramiro e seus convidados irão passear por músicas autorias do violeiro e canções tradicionais da viola caipira, como ‘Saudade da Minha Terra’, de Goiá e Belmonte; ‘Rio de Lágrimas’ de Tião Carreiro e Pardinho e ‘Triste Berrante’, de Adauto Santos.

O Circuito Paulista de Viola recebe apoio da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, por meio do ProAC.

 O violeiro Levi Ramiro 

Desde 1995, Ramiro adotou a viola como seu principal instrumento de trabalho, absorvendo esse universo cultural que vem de encontro com suas raízes, motivo pelo qual ampliou sua produção musical na arte de tocar e também na de fabricar seu próprio instrumento. Com base nos valores da cultura caipira e misturando elementos que formam nossa Música Brasileira, Levi Ramiro celebra em suas composições a poesia e a simplicidade da vida interiorana.

 

Serviço – O Circuito Paulista de Viola acontece neste domingo, 26, a partir das 19h, na Rua João Vansan, 272, bairro João Aranha em Paulínia. A entrada é gratuita.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *