Calçada que gera energia - 3S Projetos

Neste ano, foi inaugurado na Bird Street, em Londres, um espaço de compras ao ar livre que usa diversas tecnologias inovadoras em sustentabilidade, como a micro geração de energia. Uma delas é a da calçada que gera energia quando os pedestres caminham sobre ela, e que já está em funcionamento.

 

A rua foi fechada apenas para pedestre e funciona como uma combinação de showroom com tecnologias sustentáveis e lojas e cafés voltados para o público que gosta de formas de alimentação saudáveis e busca práticas sustentáveis de consumo. Essa mudança no hábito dos consumidores foi o que estimulou este novo tipo de comércio de rua, chamada de High Street, que é uma tendência no Reino Unido.

 

A calçada que gera energia foi inventada pela empresa Pavegen, e funciona da seguinte maneira: o pedestre caminha sobre a calçada, e a medida que a pressão é exercida no piso, os geradores instalados embaixo se desloquem verticalmente. A indução eletromagnética cria energia cinética que pode ser usada para alimentar dispositivos.

 

No caso da Bird Street, o sistema irá alimentar a iluminação de luminárias em forma de pássaros que decoram as árvores da rua, e o equipamento de som, que emite canto de pássaros conforme os pedestres caminham.

 

Essa calçada do futuro tem outro objetivo além de gerar energia. Cada módulo de piso instalado é equipado com um transmissor de dados Bluetooth, que captura informações dos passos. Ao caminhar, o pedestre pode se conectar a um aplicativo móvel da empresa, onde cada passo é coletado e convertido em moeda digital, que pode ser usada como recompensa em programas de fidelidade e doadas para instituições carentes.

 

Os módulos também monitoram continuamente o fluxo de pessoas, fornecendo informações precisas de horários de picos e locais privilegiados da rua ou centro comercial. Assim, o sistema monitora o fluxo direcional para fornecer uma análise mais abrangente dos padrões de movimento, incluindo um mapa de calor, que mostra o comportamento do consumidor a partir da medição da intensidade e ritmos das pessoas que andam dentro de determinada área.

 

A rua também fez a instalação de bancos fabricados pelas empresas ClearAir e Airlabs, que limpam o ar recolhendo o dióxido de nitrogênio, e apresentam um painel com a medição imediata sobre a qualidade do ar no local.

Fonte: CicloVivo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *