No dia 28 de julho, sábado, a cidade de Igarapava receberá um show especial do projeto Violas do Brasil, apresentado pelo músico João Ormond acompanhado por grandes violeiros. O grupo trará a história da viola caipira do chamado “cinturão caipira brasileiro” através de músicas regionais e composições próprias. A apresentação acontece às 20h, no Parque de Exposições Jorge Alberto Scandiuzzi.

 

A Moda de Viola é uma das expressões musicais brasileiras mais conhecidas e apreciadas, principalmente no interior do estado de São Paulo. Por isso, o projeto pretende homenagear esse estilo musical levando até a população apresentações gratuitas com grandes clássicos da viola, interpretados por João Ormond e seus convidados, mesclado a músicas de autoria do violeiro.

 

O espetáculo Violas do Brasil é montado com a união dos ingredientes musicais do chamado “Cinturão Caipira Brasileiro”, que é formado pelos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Tocantins. Esses estados são conhecidos pelo nascimento da moda de viola no Brasil, e cada um deles desenvolveu esse estilo musical de forma diferente, com características únicas.

 

A apresentação irá contextualizar cada um dos estilos de viola, com músicas características e contação de causos sobre as particularidades desses estados. Com isso, o projeto pretende apresentar as influências dessas regiões na construção de uma identidade nacional da viola.

 

“Para nós da Prefeitura Municipal de Igarapava, é um grande prazer receber este projeto tão valioso para a cultura do nosso povo, incentivando nossos jovens a resgatar nossas raízes”, informou a secretária de cultura de Igarapava, Daniele Soares.

 

O Violas do Brasil é uma realização do Governo do Estado de São Paulo através do Programa de Ação Cultural (ProAC), com apoio da Prefeitura Municipal de Igarapava e patrocínio da Raízen.

 

Serviço – O show Violas do Brasil em Igarapava acontece no sábado, 28 de julho, no Parque de Exposições Jorge Alberto Scandiuzzi (Avenida São Paulo, 1080), a partir das 20h. A entrada é gratuita e livre para todos os públicos.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *