Representantes da Prefeitura de São Paulo visitaram na semana passada a fábrica da BYD, na cidade de Campinas, e anunciaram um projeto piloto com 15 ônibus elétricos que vão circular pela capital paulista em até dois meses.

 

“Há uma preocupação na cidade de São Paulo em relação à emissão de poluentes e por isso será feito um projeto piloto que permitirá termos a exata dimensão desse processo do início ao fim”, declarou o prefeito Bruno Covas, durante a visita.

 

A BYD é uma empresa chinesa que instalou uma planta em Campinas há dois anos, e fabrica o chassi do ônibus elétrico que tem a alimentação da bateria feita de fosfato de ferro (LiFePO4), e leva cerca de cinco horas para ser recarregada.

 

O prefeito Bruno Covas ainda disse que é preciso ter a garantia que não faltará energia para abastecer os ônibus elétricos na cidade. Segundo a BYD, a garagem da concessionária escolhida terá uma subestação ligada diretamente ao sistema nacional e, portanto, estará imune às quedas frequentes da rede doméstica.

 

O projeto envolverá as secretarias da Fazenda, Mobilidade e Transportes e Verde e Meio Ambiente. A SPTrans definirá os critérios técnicos de qual concessionária irá receber a frota de ônibus elétricos. “Um teste será bem-vindo porque este é o momento de avaliar a capacidade do veículo para atender a cidade de São Paulo e analisar todas as contingências do modelo apresentado”, disse o secretário de Mobilidade e Transportes.

 

Na capital paulista, 60% da frota já possui motor padrão Euro V com o objetivo de reduzir cada vez mais a emissão de poluentes pelos ônibus. A cidade de São Paulo conta com uma frota cadastrada de 14.382 veículos. São realizados diariamente 10 milhões de embarques, em 1.335 linhas, para percorrer 3 milhões de quilômetros por dia.

 

Fonte: Prefeitura de São Paulo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *