O projeto de bateria da Tesla na Austrália está ganhando reconhecimento global e forçando as empresas a repensar a estrutura tradicional das usinas de energia.

 

O projeto Powerpack Tesla 100MW/129MWh no sul da Austrália provou pagar alguns dividendos ou, no mínimo, economizar dezenas de milhões de dólares de acordo com um relatório recente, cumprindo novamente uma promessa feita pelo excêntrico fundador Elon Musk.

 

Para quem não sabe, no ano passado, Elon Musk prometeu implantar uma enorme bateria de 100 MWh para o governo no sul da Austrália. O que parecia ser um plano ambicioso provou ser muito benéfico para o povo australiano. Esta região sofreu com inúmeros apagões e com a bateria super-poderosa da Tesla, eles foram capazes de resolver facilmente o problema em 100 dias.

 

Banco de baterias Tesla

“Isso ajudará a solucionar quedas de energia, reduzir intermitências e gerenciar a carga máxima para suportar a confiabilidade da infraestrutura elétrica da Austrália do Sul, fornecendo energia suficiente para mais de 30.000 residências – aproximadamente igual ao número de residências que perderam energia durante o período de blecaute no ano passado.” Diz Tesla em comunicado.

 

Então, como está o projeto da Tesla agora?

O proprietário do sistema de bateria da empresa divulgou recentemente um relatório afirmando que, nos primeiros 12 meses de operação, o sistema de baterias de íons de lítio economizou aproximadamente US$ 40 milhões.

 

Para colocar isso em perspectiva, a bateria Tesla oferece à Austrália os mesmos serviços de energia que as fábricas vizinhas, porém mais rápidos e com emissões zero.

 

Na verdade, o sistema é tão eficiente que efetivamente faturou US$ 1 milhão nos primeiros dias de operação. Mais uma vez, o projeto inteiro custou à empresa apenas US$ 66 milhões, o que significa que, em menos de um segundo ano, esse projeto de bateria basicamente se pagará.

 

Como afirmado no ano passado pelo Primeiro-ministro do Sul da Austrália, Jay Weatherill, “Este projeto envia a mensagem mais clara de que a Austrália será uma líder em energia renovável com armazenamento de bateria”.

 

A equipe contratada para analisar a eficiência do sistema de bateria da Tesla foi a empresa de consultoria e infraestrutura global Aurecon.

 

Fonte: Engenharia E

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *