A sorveteria Ben & Jerry’s, que já é ligada em várias causas ambientais, quer desvincular a marca do uso de plástico descartável. Como um primeiro passo, a empresa vai começar não oferecendo canudos e colheres de plástico em nenhuma de suas mais de 600 lojas em todo o mundo. Em seguida, ela pretende colocar em prática o plano para resolver a questão do plástico em forma de copos e tampas descartáveis -, questão que deve ser solucionada até o final de 2020.

 

Jenna Evans, gerente global de sustentabilidade da marca, está liderando a transição. Ela notou que as lojas atualmente distribuem 2,5 milhões de canudos de plástico por ano e 30 milhões de colheres de plástico. Se todas as colheres de plástico usadas pela Ben & Jerry’s nos EUA fossem colocadas de ponta a ponta, elas se estenderiam de Burlington, Vermont para Jacksonville, na Flórida. “Nós, e o resto do mundo, precisamos sair do plástico descartável”.

 

“Os plásticos de uso único são uma ameaça de poluição diferente de tudo que já vimos antes”, disse Paul Burns, diretor executivo do Vermont Public Interest Research Group. “Em todo o mundo, os plásticos descartados estão sufocando nosso meio ambiente e ameaçando a vida selvagem. A única solução é parar de usá-los. É por isso que o plano de se afastar dos plásticos é exatamente o tipo de liderança que precisamos. Pedimos a outras empresas que sigam o exemplo e chutem o hábito de usar plásticos”.

 

 

Metas

Entre as medidas para conter o uso nas lojas, a empresa já tem adotado o compromisso de disponibilizar canudinhos apenas quando solicitado pelo cliente. A meta agora é até 9 de abril, quando será celebrado o Free Cone Day, completar a transição para colheres de madeira e canudos de papel, novamente, disponível apenas se solicitado.

 

De todo modo, a companhia tem consciência de que estes são apenas alguns passos. “No curto prazo, eliminar canudos e colheres de plástico não vai salvar o mundo”, afirma a gerente de sustentabilidade. “Mas é um bom começo para mudar as expectativas. Estamos empenhados em explorar opções adicionais para reduzir ainda mais o uso de itens descartáveis. Essa transição é o primeiro passo para uma jornada mais abrangente para eliminar o plástico descartável em nossa cadeia de fornecimento, e estamos ansiosos para informar sobre o nosso progresso”, afirmou.

 

Fonte: Redação CicloVivo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *