O uso excessivo de carros nas cidades tem se tornado um problema cada vez mais claro, tanto para administrações públicas, quanto para pedestres e motoristas. A situação caótica em algumas capitais tem levado a população a apostar em transportes coletivos – como aplicativos de táxi, caronas e transportes públicos.

 

Na cidade de São Paulo, 90% da poluição é causada pelos carros, segundo dados da CETESB. Graças a essa poluição, os paulistanos vivem em média dois anos a menos. Um relatório do laboratório de poluição atmosférica da USP também informou que a poluição mata quase 20 pessoas por dia na capital, devido a complicações cardiorrespiratórias, um índice de 10,9% de chance de morrer por essas condições. Sem as emissões veiculares, os números cairiam para 2,4%. Isso significa melhor qualidade do ar e mais qualidade de vida.

 

Além da poluição, outro problema nas cidades é o congestionamento. Os índices de congestionamentos crescem exponencialmente a cada ano, causando problemas diretos na saúde da população, como o a inalação de gases como o dióxido de nitrogênio por longos períodos de tempo, acidentes e o aumento do stress e da ansiedade, além do desperdício de tempo. Optar por meios de locomoção coletivos auxilia na diminuição do volume de veículos, melhorando o tráfego e agilizando os trajetos.

 

O último ponto de análise para a substituição de carros pessoais por compartilhados é o da economia. Gastos como IPVA, seguro, combustível, manutenções e estacionamento seriam reduzidos drasticamente, uma vez que os valores são mais acessíveis ao viajar acompanhado. Que tal colocar na ponta do lápis e descobrir qual a melhor opção para você?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *